Favela Modelo?

Por rafaela

A comunidade do Santa Marta agora tem ruas urbanizadas, praças e problemas de esgoto resolvidos. Tem também placas em suas ruas – as que restaram – para identificar e ajudar nos trabalhos da Light ao entregar as contas de luz na residência dos moradores.

Até ai tudo muito lindo organizado, mas parece que isso só foi feito para as contas de luz chegar até nossas casas, porque o resto das coisas ainda temos que procurar na associação de moradores.

Foi publicado no jornal Extra, que os moradores estão recebendo suas encomendas de lojas em casa. Não é verdade. Damos graças a Deus por ter o Plano Inclinado que nos ajuda nesses momentos. Por causa do bondinho que conseguimos levar fogões, geladeiras, TV, etc. às nossas casas. A única coisa que chega na nossa porta, por baixo, é a conta de luz.

Outro fato esquecido pelas autoridades, é a iluminação pública na comunidade. Os moradores não ligam suas luzes do lado de fora de casa por medo de sua conta vir mais alta. Isso porque não existem postes com iluminação nos becos e vielas daqui. Somos obrigados a passar em becos escuros, as vezes com policiais armados até os dentes e nos assustar com essa situação.

Outra revolta dos moradores é a falta de água. A Light já está garantindo o dela, a CEDAE diz que vai normalizar o abastecimento da comunidade e tem pessoas que já estão duas semanas sem água. Está aí, mais uma conta que irá chegar em nossas casas, porque é nisso que as autoridades estão interessadas. Em pagarmos mais e mais impostos.

Até a próxima.

Beco Rouxinol

Beco Rouxinol

Deixe um comentário